domingo, 26 de fevereiro de 2012

Não

Onde reside a facilidade de negar coisas a si mesmo e a dificuldade de negá-las aos próximos, definidos como 'os outros'? Deve ser isto o viver vazio, sem autoconfiança, existência improducente que carrega suas energias de atitudes alheias.
E mais uma vez se vê frente a um dilema: tu e os outros. Que na realidade não seria dilema se a parte preocupada tivesse as luzes sobre si. Aliás, é assim que passou a imagem em minha mente: luz nos outros, eu no escuro; eu na luz, os outros em seus lugares.
Aí está, o momento da necessidade de entender e ter o próprio lugar, viver em paz, dar caminho a todos os pensamentos. Freneticidade do mundo, não não, das pessoas...
Alguns querem ser mais, e melhores, e no topo da sabedoria, da espiritualidade, da ciência, da sociabilidade. E por quê todos devem ser assim? Por que eu devo ser assim? Quem disse que todos precisam a não ser o senso comum vendido e comprado pela maioria? Eu quero ser a maioria?!
Oras! Não acha que gastou tempo demais da vida não vivendo pra si? Se há problemas, resolva como puder. Há decisões que implicam situações aterrorizantes? Sente, pense, reflita, e decida! Se esconder tem sido contínuo de alguns anos pra cá. Bem que você gostaria de esconder de si mesmo e se está nessa batalha mental é por não conseguir dizer não. Pra você é fácil dizer não, né?!
Em algum lugar eu li 'se alguém veio ao mundo pra não encher o saco não deveria nem ter nascido' e fiquei pensando... a assolação de pensamentos repentina é o resultado do impôr dos outros [não todos mas alguns], mais difícil ainda de entender o motivo de acatar tudo [que os outros dizem] como sendo certo, e na hora de agir por si todas as dúvidas do mundo são poucas.
Tomei decisões, parecidas com as que tomei há meses atrás. Algo que foi além do meu pensar sob o pensar dos outros, consequências virão... eu sei, sempre vieram tomando decisões ou deixando de as tomar, mas neste interior que se chama "eu" quem pode perscrutar e de lá me salvar? 
Passos...

1 comentários:

Um Caminho de Luz disse...

Olá,
leio suas postagens e fico imaginando o que realmente se passa...
Enfim, espero que esteja tudo bem.
Namastê!!!

Postar um comentário